aulas

   bibliografia

   links

   

   contato

   


 
Canções devocionais

  • Composições (exceto “Pela Graça do Guru” em parceria com Eduardo Lopes e “Forró Mantra” com Marcos Molleto e Ricardo Haikal), arranjos e produção: Dharmendra. Todas as músicas foram compostas entre 1980 e 1990.

 

1. PÉS DE LÓTUS

Eu quero me absorver
nos Pés de Lótus do Senhor,
e me fundir no som
do seu Santo Nome.

Eu quero me dissolver no Ser
e ser o Ser, sòmente ser,
onde o tempo e o espaço
não podem mais me prender.

Além da ilusão do mundo
eu quero me expandir,
além do infinito com Deus
quero me unir.

Eu quero ser Um eternamente
com a Mãe e com o Pai,
Um no Absoluto Luz, Amor,
Força, Energia e Paz.

Violão aço e Voz: Dharmendra
Guitarr: John Cássio
Bateria, Baixo e Teclado: Jammer Khalil

 

2. HARI

Eu quero ser
como o devoto que ama,
o amante que serve
o servo que não espera nada
senão ver a tua face,
ouvir tua voz
e em teu seio habitar.

Oh Senhor
quanto tempo mais eu vou levar
prá te realizar ?
Oh Senhor
quanto tempo mais eu vou levar
prá te encontrar ?

Todo o tempo não é senão
um segundo para ti,
todo o espaço não contém
o teu imenso Ser,
todo o teu Amor é muito grande
para eu entender,
a luz do sol não pode se igualar à tua Luz.

oh Senhor
quanto tempo mais eu vou levar
para te ver ?
oh Senhor
quanto tempo mais eu vou levar
prá te conhecer

Violão aço e Vozes: Dharmendra
Rabeca: Marcos Molleto
Bateria, Baixo e Teclado: Jammer Khalil

 

3. ROUBA, SENHOR

Rouba, Senhor
meu coração,
para que ele só à ti pertença
para que ele só por ti anseie.

Penetra, Senhor
em minha mente,
para que fixa sòmente em ti
possa se libertar da ilusão.

Invade, Senhor
meu corpo,
para que ele possa ser teu Templo
e um instrumento
de tua Paz e teu Amor.

Violão aço , Percussão e Voz: Dharmendra
Violão nylon: John Cássio
Baixo: Sergio de Carvalho

 

4. GURUDEVA

Reverencio àquele que transmuta
a ignorância em compreensão
o ódio em perdão
e o sofrimento em liberação.

Eu sigo àquele que transcende
o barulho e o silêncio
o tempo e o espaço
o bem e o mal
o prazer e a dor
e que está identificado com o Ser.

Gurudeva
és tu quem dissipa as trevas com a Luz,
Gurudeva
acende o nosso coração
com essa aura que reluz
para que possamos contigo ser Um.

Creio naquele que realizou
a Verdade nessa vida
tem o Conhecimento
e que é Deus mesmo em manifestação.

Gurudeva
és tu que és o nosso elo com o Senhor,
Gurudeva
desperta em nós o teu Amor.

Voz e Violão aço: Dharmendra
Teclados e arranjo: Zé Marcos
Percussão: Heber Catere
Coro: Vera Cabral, Girija, Surendra, Renata Grecco, Ângela Viana, Diana Popoff e ChandraMani.

 

5. HARIBOL

Se teu coração está machucado com o que vês
se tua cabeça não consegue entender
se o teu corpo sente que o ambiente é ruim,
cante os Santos Nomes do Senhor.

Quando a insatisfação domar o teu viver
quando o teu interior pedir que quer crescer
quando algo mais estiver gritando em você,
cante os Santos Nomes do Senhor.

Quando a duvida envenenar o teu coração
quando tua fé se deparar com a tentação
quando o mal que reina atentar contra o teu ser,
cante os Santos Nomes do Senhor.

Se este fim de era for pesado prá você
se o que vês em volta mais aumentar o teu sofrer
se a humanidade inteira insistir em perecer,
cante os Santos Nomes do Senhor.

Ainda que tu sejas fraco para resistir
se gritas com força o teu ser interno vai ouvir
tudo o que tens que fazer é inundar teu coração
cantando os Santos Nomes do Senhor.

refrão : cante os Santos Nomes, cante os Santos Nomes,
cante os Santos Nomes do Senhor.
cantes os Santos Nomes, cante os Santos Nomes, cante os Santos Nomes do Senhor.

Violão aço e Vozes: Dharmendra
Coro: Vera Cabral
Guitarra: John Cássio
Gaita: Gary Cobin
Bateria, Baixo e Teclado: Jammer Khalil

 

6. INICIAÇÃO

Desta vez
tenho um rumo prá seguir.
Finalmente
tenho um norte à me guiar.
Eu agora tenho irmãos
com quem posso dividir
a presença do amado Guruji.

Ao te ver
tu nos deste a inspiração
prá cruzar o oceano da ilusão.
Sei que é duro navegar
pelas águas desse mar,
mas nos deste o barco da Iniciação.

Voz: Dharmendra
Piano: Alfredo Sertã
Violão aço e Guitarra nylon: John Cássio

 

7. SAMADHI

Quando o crepúsculo da ilusão chegar
e a paz da aurora
em meu interior brotar,
a Realidade mais profunda do meu Ser
vai se manifestar
e toda a consciência que até então dormia
vai se despertar.

E nesse turbilhão de Luz
pedaço por pedaço do meu Todo
vai se iluminar,
e todos os mistérios véu por véu
vão se desvendar.

Toda a complexidade
do viver vai se simplificar,
e toda a fragmentação
do existir vai se unificar.

Com a força do silêncio
o império do meu ego
vai desintegrar,
e o Amor maior vai transcender
e se realizar.

Violão aço, Viola caipira, Percussão e Voz: Dharmendra
Baixo: Sérgio de Carvalho

 

8. PELA GRAÇA DO GURU

Pode a treva vir nublar o meu coração
pode minha mente se agitar com a tentação
posso até cair em meio à escuridão,
que meu Guru sempre estende a sua mão.

Quando é duro andar nessa estrada onde estou
quando é difícil um consolo para a dor
quando o negro da angústia quase esconde o Sol,
a luz desse Guru é o meu farol.

Se a tristeza invadir o meu caminhar
se a ansiedade poluir meu meditar
se o escuro dessa noite encobrir o céu azul,
meu escudo é a força do Guru.

Sei que o desespero é armadilha da ilusão
sei que é um veneno o apego e a paixão
mas em meio à tudo tenho fé que não estou só,
o Amor do Guru é o meu bem maior.

refrão : E o que importa o que vem no futuro
o meu futuro é o presente no Guru
estar onde ele está.
e o que importa o que vem do passado
pois o passado aqui foi superado
pela Graça do Guru.

Voz: Dharmendra
Arranjo, Voz, Violão aço, Guitarra portuguesa e Teclado: Lui Coimbra
Guitarra: Ana Cris
Bateria: Marcelo Paz

 

9. FORRÓ MANTRA

Namah Shivaya, Hare Om Namah Shivaya
Namah Shivaya, Hare Om Namah Shivaya
Namah Shivaya, Hare Om Namah Shivaya
Hara Shankara Shivaya, Hare Om Namah Shivaya

Namah Shivaya, Hare Om Namah Shivaya
Namah Shivaya, Hare Om Namah Shivaya
Namah Shivaya, Jay Shambo Mahadevaya
Jaya Chandra Shekaraya , Jay Shiva Gangadharaya

Voz e Percussão (karatalas): Dharmendra
Percussão (moringa , triângulo e zabumba) e Kalimba: Peninha
Guitarra sitar e Rabeca: Marcos Molleto
Berimbau: Mônica Cortez

 
sobe
setstats 1